Proteção de Documentos Word 2013

O Microsoft Word tem cinco métodos de proteção para os documentos, são eles:

Marcar como final – torna o documento somente para leitura, não podendo editá-lo.

Criptografar com senha – protege o documento com senha.

Restringir edição – Controla o tipo de edição que se pode fazer no documento.

Restringir acesso – concede acesso ou não para editar, imprimir ou copiar o documento.

Adicionar uma assinatura digital – para garantir a integridade do documento.

Após terminar de digitar o documento, escolha uma ou mais dessas opções de segurança para protegê-lo.

Permita ou Negue acesso a Arquivos ou Pastas no Windows

 

No Windows pode-se permitir ou não acesso a arquivos ou pastas, muito útil quando se tem mais de um usuário no computador, para isso siga os passos abaixo:

Clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo ou pasta, seja ele qual for, depois em propriedades, e na janela que aparecer, clique na guia segurança, escolha o usuário, clique no botão Editar, na próxima tela aparecerá abaixo um quadro onde tem as opções Permitir ou Negar, permita ou nega como desejar, como mostrada na imagem abaixo.

 

5 Etapas para Reformatar seu Sistema Operacional

Reformatar uma máquina e reinstalar tudo é um processo de cinco etapas para a maioria das pessoas.

1º) Fazer backup – fazer um cópia de todos seus arquivos dados;

2º) Reformate – É apagar o disco, por isso tem-se que fazer o backup primeiro, porque tudo será perdido;

3º) Reinstalar o Windows – Instalar o Windows do zero, isso eliminará os erros que possam estar apresentado, como a lentidão, vírus, entre outros problemas

4º) Reinstale aplicativos – trabalhoso, mas não tem outro jeito, mas tem uma vantagem, já instala as versões mais atualizadas.

5º) Restauração do dados – voltar com seus dados, se forem muito, só vai levar tempo.

Enfatizo a importância do passo 1: fazer backup. Porque tudo será apagadono seu disco rígido. A menos que você tenha certeza de que não há nada lá que você queira.

A formatação nem sempre é formatação

O termo “formatação” realmente remonta aos dias em que os discos rígidos tinham que ser preparados fisicamente antes que qualquer dado pudesse ser escrito neles. Que era a configuração magnética para que o disco possa ser usado. O termo também se refere ao próximo passo: configurando os dados iniciais que organizariam os arquivos e pastas a serem adicionados posteriormente. Os discos dos últimos 20 anos não são mais assim, a tecnologia evoluiu muito e a formatação agora é direta e simples feita pelo próprio instalador do sistema operacional. O próprio Windows tem a opção de apagar a partição e formatar. Isso é bastante para a maioria das situações.

Como saber se um site é seguro?

Primeiro – não navegar em site que é desconhecido, faça uma pesquisa sobre o site no google.

Segundo – Se for fazer alguma compra, verifique se na barra de navegação o site começa com https, o s é de seguro, e verifique se está verde do cadeado ao https, e clique no cadeado pra mais informações sobre o mesmo.

Terceiro – usar ferramentas de detecção de sites falsos. Aqui indico duas: 1ª o Web of Trust – acesse o site https://www.mywot.com/, e na página inicial verá um botão ADD TO CHROME; 2ª é Software SiteAdvisor da McAfee, acesse o site http://www.siteadvisor.com/, na página inicial clique botão Download grátis, baixe-o e em seguida instale, pronto, você terá mais segurança ao navegar.

Melhor Prevenir do que Remediar!!

O ditado diz tudo, não espere acontecer para se prevenir depois. Use um HD externo para ter uma cópia do seus dados sincronizados manualmente! explico: faça a cópia de segurança, e depois desse procedimento, tire o HD do computador se você não for usar mais, isso previne de falhas no HD local e de ataques de Hackers. Existem centenas de programas que fazem sincronização, do mais simples ao mais sofisticados, do gratuito, ao mais caro, aqui vamos indicar três que fazem essa função de forma eficiente e gratuitos, o primeiro deles é SyncBack Free – https://www.2brightsparks.com/download-syncbackfree.html; o Synchredible – https://www.ascomp.de/en/products/show/product/synchredible/tab/details; e o Pure Sync – https://www.jumpingbytes.com/en/puresync/download/.

Eu recomendo o Synchredible pela sua facilidade de uso. Todos tem a opção de mudar para o nosso idioma. Todos são fáceis de mexer, mas se tiver alguma dificuldade, na internet tem vários tutoriais em vídeos, inclusive.

No próximo post estarei fazendo um passo a passo desse aqui indicado por mim, pela simplicidade e pela praticidade.

Qual o melhor Antí-Vírus?

Não há um melhor! espero direcionar vocês em práticas seguras com esse post. Qual é o melhor programa anti-vírus? Houve-se muita conversa sobre como cada um funciona e que tem a melhor proteção; É realmente difícil decidir qual deles escolher. Um dia você pode ler um comentário que diz uma coisa e no dia seguinte diz outra, então é realmente bastante confuso.

Esta questão surge o tempo todo. O problema é que é trivial e é impossível responder. Há um forte argumento que diz que não há nenhuma resposta objetiva.

É tudo sobre opinião, então deixe-me dizer-lhe a minha: não há melhor ferramenta anti-vírus. Existem vários bons, mas nenhum é perfeito. E na verdade, um que funciona bem para o seu amigo pode não funcionar para você.

Em busca do perfeito

São muitas variáveis aqui, que fazem com que essa seja uma questão quase impossível de responder.

Primeiro – como eu disse, não existe uma ferramenta anti-vírus perfeita. Simplesmente não existe. Não há nenhuma ferramenta que capte absolutamente todos os vírus. O melhor que você pode esperar é aquele que vai pegar a maioria – e mesmo “a maioria” é um pouco difícil para o debate.

Em segundo – diferentes ferramentas anti-vírus são escritas de diferentes maneiras e, de fato, afetam diferentes sistemas de forma diferente. Um, por exemplo, pode usar muita memória. Se você tem muita RAM, pode ser uma ótima ferramenta anti-vírus. Se você não tiver muita RAM, talvez desacelere seu sistema e começam os travamentos quando ele está em rastreamento.

E é claro que o problema pode não ser RAM. Talvez haja algum outro aspecto do seu sistema que diferentes ferramentas exercem de forma diferente: por exemplo, o disco, a CPU ou talvez até a conexão de rede. Como resultado, diferentes pessoas com diferentes máquinas terão experiências diferentes mesmo com a mesma ferramenta anti-vírus.

As ferramentas anti-vírus são apenas parte da solução

O mais importante que você pode fazer é apenas perceber que sua ferramenta anti-vírus não pode protegê-lo de tudo; Mesmo que seja o “melhor”.

As ferramentas anti-vírus são, e sempre foram, uma parte de um retrato muito maior. Esse retrato inclui uma boa ferramenta anti-vírus; Uma boa ferramenta anti-spyware; Um firewall; Os softwares atualizados o quanto possível; Configurações do roteador e de outros hardwares no nível máximo de proteção. Não há nenhuma ferramenta de segurança que o salvará das ações que você está determinado a tomar.